terça-feira, 29 de agosto de 2017

Siameses

Não se afaste por tanto tempo

E não se importe se teu coração de poeta

Apaixonar-se mil vezes

E em noites de embriagues tomares outra para teu bailado

Pois eu estarei serena repousando no divino

Ainda que Eros te carregues em estradas suas

Volte e me busque

Como quem busca afoito a água após uma bebedeira...



Ivone

08-2017

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Aceitação

tiu sangue por luiz claudio marigo

Quero me aceitar sem reservas.

Observando o traço de cada tempo em meu rosto.

Os avessos revelados.

As clarezas clareadas.

Quero me amar como nunca.

Me abraçar cada momento amparando meus eus.

Caminhar sem antigas seguranças.

Na verdade da intenção revelada a cada época.

Hoje presente.
 
Ivone Leão

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Quietude


Há um momento em que o coração se aquieta

Derrama seus anseios sobre o mar

E a alma serena e desperta

Segue seu rumo sem apegos...

Ivone Leão

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Telhado de vidro

Continuemos com discursos vazios

Enquanto o mar vira plástico

E as florestas deserto

Continuemos olhando o erro

Certos de que não precisamos fazer nossos acertos

Vazies de alma

Relações de vitrine

Quero morrer com saúde

Não preciso deixar saudades

Apenas um pouco do que aprendi e me foi útil.

Ivone Leão

Devaneio

Joana sonhou com João

Ele lhe trouxe espada, capa e unguentos

Joana sonhou com José   

Ele lhe trouxe poesia e flores

Joana sonha

Por vezes de olhos fechados

Por outras com o coração

Sonha Joana é sempre bom

Ivone Leão

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Aquarela

Deixo o tempo passar e aquarelar memórias

Reter é expor na sala antigos quadros...

Fugaz como a madrugada

Trazendo outras janelas

Me deixo ventar nos cabelos

Finos como os de minha mãe

Aquarelados tal qual o tempo que passa...

Falsa mentira verdadeira rima


Ivone Leão

Sertaneja



Hoje me dei à poesia

Como ela a se deitar sobre meus dedos

Amiga de tanta estima

Acompanha minha lida

Sertaneja de caminho

Celeste de sina.

Ivone Leão


quinta-feira, 15 de junho de 2017

Ego

 
Vem fica suave brisa

Leve tão leve num simples olhar se esvai

Não vá fica me ensina

A doce e perfumada forma de ser

Ser por Ser

Simples e pura

Sorriso e leveza

A tanto em mim faz moradia

Canção das manhãs

Amiga no entardecer

Me pega pelas mãos

E me faz voltar ao enlevo

De aprendiz das eternas sabedorias

Já não importa respostas

Correspondências se chegam

Lembranças que envio

Sou eu

Original e espontânea

Me cabe apenas não reter em mim

Carinhos e cuidados

Não brigo mais comigo

Não é justo

É ego

Esse gigante de três cabeças

Que insiste em ser por mim

Não sou

Eu sou

Não sou

Eu sou

Não sou

Abro enfim a janela

E deixo a fresca brisa de suaves cores

Simplesmente me fazer desfazer

Naquilo que tenho eterno e Sou.



ivone









sábado, 3 de dezembro de 2016

Amigos brotam


Não escolho amigos pelo lugar que eles moram

Escolho pelo brilho nos olhos pelo sorriso

Pela música que eles cantarolam.

Desde bem menina

Eu não escolho meus amigos pelo lugar que eles moram

Na verdade eu nem escolho eles brotam no caminho.

Gosto dos irrequietos como eu

Dos que dançam e pulam quando estão felizes
Que gostam de tocar a pele do outro.

Amizade é na verdade Amor

E amor é assim cego de olho e luneta de alma

Amor é o tecido que tudo repara

De câncer a topada

Acredito que sou tão de lá que o que não levo, não temo perder

Meu corpo é casa de mim
E se ele um dia for mártir
Que seja

Eu sigo.